Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 56 anos de tradição.
 
Jornalista Ricardo Boechat morreu na última segunda-feira
 
Foto: Divulgação
Jornalista morreu na última segunda-feira (11)
em um acidente de helicóptero



Na última segunda-feira (11) de fevereiro, o jornalista Ricardo Boechat, 66 anos, morreu após a queda de um helicóptero em São Paulo. Boechat estava dando uma palestra em Campinas, no interior do estado, e retornava a São Paulo. O helicóptero deveria pousar no heliponto da Band, no Morumbi, Zona Sul da capital paulista.  

De acordo com o corpo de bombeiros o jornalista e o piloto (Ronaldo Quattrucci) morreram carbonizados. A aeronave tentou pousar no acesso do Rodoanel com a Rodovia Anhanguera quando um caminhão que tinha acabado de passar pela faixa do ‘sem parar’ e não teve tempo de frear e colidiu com a aeronave pousando, o acidente ocorreu abaixo do quilômetro 7 do viaduto do Rodoanel, no sentido Rodovia Castelo Branco, trecho que dá acesso à Rodovia Anhanguera, zona oeste da capital paulista. O motorista do caminhão foi socorrido com ferimentos leves.  

Ricardo Boechat nasceu em Buenos Aires, Argentina, no dia 13 de julho de em 1956, começou sua carreira nos anos 1970, como repórter do extinto jornal Diário de Notícias. Atuou como colunista, colaborando com Ibrahim Sued. O jornalista teve uma carreira breve na política, como secretário de Comunicação Social no governo Moreira Franco. Na década de 1990, teve uma coluna diária no “Bom Dia Brasil”, na TV Globo, e também trabalhou no "Jornal da Globo", e também no SBT. Boechat lançou em 1998 o livro “Copacabana Palace – Um hotel e sua história” (DBA).  

O apresentador e radialista ganhou três vezes o Prêmio Esso, um dos principais do jornalismo brasileiro da atualidade e atuou em alguns dos principais veículos e canais do país. Nos últimos anos, trabalhou como âncora da BandNews FM e no Jornal da Band e também era colunista da revista “Istoé”. Boechat ganhou 17 troféus do Prêmio Comunique-se, e o único a ganhar em três categorias diferentes (Âncora de Rádio, Colunista de Notícia e Âncora de TV).   O jornalista trabalhou em alguns dos maiores jornais do Brasil, O GloboO DiaO Estado de S. Paulo e Jornal do Brasil. Foi diretor de jornalismo na Band e atuava como âncora de dois jornais: BandNews FM e na televisão. Era casado com Veruska Seibel Boecha e deixa seis filhos. 

Voltar

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919


Cinemark

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2019 ©.