Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 56 anos de tradição.
 
O que foi notícia na semana
 
A Black Friday deve apresentar crescimento expressivo este ano. Dados do Compre&Confie, empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce, apontam para um crescimento nominal de 19% em relação ao mesmo período do ano passado, totalizando R$ 3,5 bilhões. A projeção considera o faturamento total estimado para as vendas realizadas nos dias 28 e 29 de novembro, de 2019. O aumento é impulsionado pelo volume de compras realizadas - já que o tíquete médio dos pedidos deve apresentar queda em relação ao mesmo período de 2018. Ao todo, devem ser realizados 5,8 milhões de pedidos, representando aumento de 24% em relação à Black Friday do ano passado.

Na última terça-feira (26), aconteceu o julgamento do motorista do Porsche, o engenheiro e empresário Marcelo Malvio Alves de Lima, 44 anos, que dirigia embriagado a 116 km/h na Rua Tabapuã, no Itaim Bibi (Zona Oeste), onde a velocidade limite era de 60 km/h. Num cruzamento, seu carro de luxo atingiu o veículo de Carolina Santos, que morreu aos 28 anos. Em júri popular, a juíza Giovanna Christina Collares determinou cumprimento de pena de seis anos em regime semiaberto para o réu, que respondia em liberdade pelo homicídio por dolo eventual, no qual se assume o risco de matar. Cerca de oito anos depois, o motorista do Porsche que matou a advogada Carolina Santos, em acidente de trânsito foi julgado e condenado a seis anos de prisão.

Foto: Marcos Corrêa/PR/ CartaCapital
Na última segun­da-feira (25), o ministro Paulo Gue­des (Econo­mia) disse aos jornalistas, em Wa­shing­ton (EUA), para não se assustarem caso alguém peça o AI-5, o mais duro ato da ditadura brasileira, diante de “quebradeira” nas ruas. Em seguida, disse que a democracia brasileira não admitiria um ato de repressão. Ele reagiu irritado às perguntas de repórteres sobre manifestações populares em países vizinhos, como Equador, Chile e Bolívia, contra reformas econômicas. “É irresponsável chamar alguém pra rua agora pra fazer quebradeira. Pra dizer que tem que tomar o poder. Se você acredita numa democracia, quem acredita numa democracia espera vencer e ser eleito. Não chama ninguém pra quebrar nada na rua. Ou democracia é só quando o seu lado ganha? Quando o outro lado ganha, com dez meses você já chama todo mundo pra quebrar a rua? Que responsabilidade é essa? Não se assustem então se alguém pedir o AI-5. Já não aconteceu uma vez? Ou foi diferente?”, disse ministro da Economia Guedes.

Na última quarta-feira (27), o Ministério da Agricultura liberou o registro de mais 57 defensivos agrícolas. A informação foi publicada no Diário Oficial da União (DOU). Há cerca de 439 novos produtos cadastrados este ano, permanecendo como o maior ritmo de liberação da história. O número se aproxima dos 450 novos agrotóxicos autorizados ano passado. 
 
Voltar
 

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919




Cinemark

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2019 ©.