Atualizado semanalmente

Pesquisa

Pesquisa
Anuncie: 2977-6544. O mais eficiente veículo de divulgação. Distribuído e lido em 88 bairros da Zona Norte para um público de 500 mil leitores com circulação às sextas-feiras. Distribuição gratuita em bancas, prédios comerciais e residenciais, condomínios, clubes, imobiliárias, padarias e shoppings. 57 anos de tradição.
 
Cena Livre
 Paschoal XIII
Foto: Samantha Dalsoglio/Divulgação
Elias Andreato em Pessoa

PESSOA estreia na plataforma digital da Sympla. Concebido por Elias An­dreato, o roteiro de Pessoa inventa um personagem, real em seu quarto, através da prosa e da poesia de Fernando Pessoa. Do estado criativo do poeta, tem como centro O Marinheiro uma obra minimalista, provocatória e verdadeiramente de vanguarda, que nos dá a oportunidade de conhecer de onde vem a inspiração de Fernando Pessoa que, com 24 anos, escreveu em dois dias de outubro de 1913.

DIZEM que é em O Marinheiro que revela a sua intuição e a sua visão daquilo que viria a ser a sua vida de artista, de tormento e de sofrimento. Acredita-se que o marinheiro descrito na obra, seja o próprio Fernando Pessoa, concentrado na realidade e ação, no sonho de viver.

É NA VERDADE a primeira criação dos seus três heterônimos criados pelo poeta português, Ricardo Reis, Álvaro de Campos e Alberto Caeiro, sendo estes últimos objeto da maior parte dos estudos sobre a sua vida e obra.

PESSOA passeia pelos escritos dos três heterônimos e do próprio poeta que dá título à essa emocionante “experiência” que vocês terão oportunidade de assistir na plataforma virtual Sympla na interpretação de Elias Andreato.

VENDA INGRESSOS e acesso à transmissão: www.sympla.com.br/pessoa__906739. Especificação técnica: baixar o aplicativo Zoom, preferencialmente no PC ou notebook. Também é possível assistir por tablet, celular ou emparelhamento com Smart TV. Horário: domingo às 18 horas. Ingressos: gratuitos, limitados aos primeiros espectadores. E de 10 reais a 50 reais. Parte da arrecadação será destinada ao Fundo Marlene Colé e APTR.

FÁBIO VIDAL e Vinícius Pie­da­de se unem em Solos em Todos os Solos, projeto digital de apresentação, valorização e conexão de trabalhos solos de artistas das artes cênicas. A primeira ação é uma mostra, com espetáculos de repertório entre os dias 29 de julho e 19 de agosto, com apresentações às quartas, às 20 horas. Ingressos no sistema pague quanto puder (parte da renda será doada para iniciativa de apoio aos profissionais da cultura que estão em dificuldades em virtude da pandemia do novo coronavírus), via Sympla Streaming. As lives de debates com os atores sobre os espetáculos às segundas-feiras, às 20 horas, no Instagram.

A PARTIR do atual cenário de isolamento social, os artistas migraram seus trabalhos para o formato digital, criando novas maneiras de efetuarem suas ações artísticas. Há mais de 17 anos, Fábio Vidal e Vinícius Piedade geram um diverso repertório de espetáculos autorais que já circularam por diversas cidades em mais de 15 países.

EM SOLOS EM TODOS OS SOLOS, os atores afirmam um modo de criação e prática artística contemporânea caracterizada pela fusão das funções de atuação, encenação e autoria muito difundida nos tempos atuais como forma de expressividade e autonomia de seus intérpretes em diversas linguagens artísticas (teatro, dança, circo e performance) e que possibilitam atuações públicas nesse momento em que distanciamentos são tão necessários.

ASSIM, ISOLADOS, os artistas se apresentam ao público de suas residências, experimentando novas possibilidades de uma cena realizada ao vivo.

AS ENCENAÇÕES são apresentadas em formato on-line e os ingressos podem ser adquiridos por meio da plataforma Sympla. Parte dos recursos arrecadados com as vendas dos ingressos será doada para iniciativas de auxílio a profissionais das artes cênicas em Salvador e São Paulo, que estão em delicada situação financeira e profissional desde o início da pandemia da covid-19.

SOLOS EM TODOS OS SO­LOS é uma realização do Ter­ritório Sirius Teatro, Multi Pla­nejamento Cultural e Núcleo Vinícius Piedade & Cia. Além das apresentações, são promovidos encontros virtuais gratuitos através do Instagram entre os realizadores e profissionais que colaboraram com a produção dos espetáculos como a diretora Meran Vargens (Seu Bomfim), o dramaturgo Flávio Tonnetti (Hamlet Cancelado), o dramaturgo Gil Vicente Tavares (Sebastião) e o preparador corporal Luis Louis (Carta de um Pirata). Redes sociais: Facebook: www.facebook.com/ViniciusPiedadeAtor/ www.facebook.com/fabio.vidal.121 / Instagram: @fabiomsvidal / @viniciuspiedade

PROSSEGUINDO com a série de lives Margarideanas com convidados às terças-feiras, às 21 horas, Apareceu a Margarida apresenta, em 4 de agosto, Opressões: Quais são os que merecem? São aqueles que obedecem (?). A convidada é Ana Roxo (dramaturga, atriz, roteirista, youtuber, podcaster, escritora, desenhista e estudante de filosofia). Dia 11 de agosto: Educação Sexual: Vocês só querem saber de sacanagem (?). Convidados a definir.

DIA 18 DE AGOSTO: Di­reitos Humanos: É como se nós não existíssemos (?). Com Crislei Custódio (doutora em Educação pela Universidade de São Paulo, formadora do projeto Respeitar é preciso! do Instituto Vladimir Herzog) e outro convidado a definir. E 25 de agosto: Teatro e isolamento social: Vamos terminar todos enterrados, um por um (?). Convidados a definir.

DONA MARGARIDA é a nova professora do quinto ano primário que chega para preparar os alunos para o temido exame de admissão ao ginásio, segundo ela, a “prova mais terrível de quantas já fizeram até hoje”. Escrita em 1971, a peça combina elementos intensamente cômicos com elementos dramáticos.

Foto: Márcio Lima/Divulgação
Fábio Vidal em Seu Bonfim, espetáculo de estreia


ESSA RELEITURA em 2020, com a participação de antigos companheiros na equipe de criação e de jovens artistas na pesquisa e colaboração para a direção cênica e a ação pedagógica, é o sétimo reencontro de Abílio Tavares com Apareceu a Margarida. Ensaiando desde janeiro para estreia em julho deste ano, no teatro convencional, o processo foi interrompido em março em função da pandemia e foi totalmente refeito, agora, para essa versão online. Redes sociais do espetáculo: Instagram @adonamargaridaoficial e facebook: @adonamargaridaoficial

MARAT DESCARTES despede-se da temporada on-line do espetáculo documental Peça. O contexto on-line trouxe ganho de camadas cênicas: na quarentena, o público aprofundou sua relação com o formato digital, expandiu as horas de uso de redes sociais e expôs detalhes de sua privacidade.

O TRÂNSITO entre arte e vida, o tempo suspenso no perío­do de isolamento social, a crise de sentidos e uma discussão do contexto sociopolítico do Brasil a partir da própria biografia são alguns traços de Peça, espetáculo escrito e idealizado por Marat Descartes, com direção de Janaina Leite, assistência de Gisele Calazans e colaboração de Nuno Ramos.

GESTADA em ensaios presenciais, mas amadurecida e nascida já num contexto on-line, Peça tem sua exibição pelo YouTube da produtora Corpo Rastreado de quinta a domingo, às 21 horas, até 31 de julho. O ator, nas sessões teatrais virtuais, faz uma transmissão ao vivo a partir de sua casa mesclada com vídeos pré-gravados. Para assistir ao espetáculo: Youtube/corporastreado. Peça foi realizada com o apoio da 9ª Edição do Prêmio Zé Renato de Teatro para a cidade de São Paulo da Secretaria Municipal de Cultura. 
Voltar
 

Veja a capa da edição:

Capa da Edição
Edição da semana

Para anunciar ligue:
2977-6544 / 2950-7919
Whatsapp  94861-1729




FAKE NEWS - FIQUE ATENTO!

 

Veja as duas últimas edições
Ed. 2918 Ed. 2919

É proibida a reprodução ou cópia de fotos, matérias, anúncios ou páginas sem a devida autorização.

   2002-2020 ©.